segunda-feira, 31 de maio de 2010

Nietzsche x Tim Maia





Nietzsche x Tim Maia

O que teria Nietzsche a haver com Tim Maia?

Mais que uma resposta, simplesmente aconteceu. Ao se pesquisar a vida do filósofo alemão, ouvia-se uma música de Tim Maia. Essa música poderia ser interpletada como inspiração para a transformação do super-humano de Nietzsche Ou não?

Princípios de Processos


Na aula ministrada no dia 10/03, foi abordada a questão dos princípios de processos, num enfoque transdisciplinar, cuja realidade de um objeto analisado não é totalmente conhecida, mas fração dele, aliado às inúmeras respostas e conclusões que cada processo é atribuído, considerando o interesse de cada grupo ou campo do conhecimento que o analisa, tornando o processo ainda mais complexo, em detrimento dos novos fatores e problemas que são evidenciados ao longo de sua análise. Determinado processo só tem a conotação de totalmente conhecido se for de interesse dos atores que o analisou. Foi discutido também, que determinado objeto pode ser entendido por vários ângulos e definições, dependendo das intenções dos seus respectivos atores, onde cada fragmento ganha conotações e conclusões distintas. Ficou evidenciado que os processos encontram-se em francos movimentos, considerando as suas transformações, dinâmicas e os valores
complexos, descartando definitivamente a condição da inércia dos processos. Assim, as inúmeras definições de um processo, passam necessariamente pelo crivo dos interesses, mobilizando os campos do conhecimentos, evidenciando a complexidade da sua análise. Outro ponto de suma importância é que valores são entendidos a partir de leis, regras e códigos, compostos por processos, pessoas, infraestruturas, regidas sobretudo por princípios e sucessões de mudança.

A partir do conhecimento dos processos, foi solicitado pelo professor uma leitura seguindo a preferência de cada aluno e assim na aula seguinte expor o que foi analisado, além de um resumo escrito para ser entregue ao professor. Posteriormente cada aluno apresentou um empreendimento contendo todas as leituras efetuadas anteriormente em formato de artigo.

A realidade é uma coleção de Processos




A realidade é uma coleção de processos. Uma fração pode ser reconhecida, mas outras, não. A descrição dos processos tem inúmeras respostas, tornando os problemas ilimitados; o reconhecimento pode ser completo a partir de uma análise do interesse individual. À medida que os problemas vão surgindo, vão sendo fragmentados, focando todas as áreas do processo, de acordo com o interesse de cada campo do conhecimento, de modo que tais processos.
A descrição de imagens para explicar um fenômeno, exemplo de como o átomo passando de partícula para onda, as aproximações fazem parte da realidade. Em síntese, a realidade física pode ser alterada de acordo com o interesse e cada ângulo de visão.

Os processos não podem ser estáticos, ou seja, se estruturarem na iércia, tendo em vista que eles estão sempre em movimento. Nesse sentido, as definições, os processos estão em constante movimento, evoluindo de acordo com a visão coletiva. Os 23 princípios de processos nos dão conta de como é a dinâmica da sucessão de mudanças. As leis, as reggras, os códigos nos dizem algo que os valores estão sempre evoluindo e para isso, alguns ingredientes são extremamente importantes, como é o caso de pessoas, infraestruturas e tudo isso estão dentro de um processo.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Processo: Sucessão de Estados de Mudanças


Tudo pode ser considerado um processo, há infinitos processos ocorrendo neste instantes e se dividem em processos controlados, não controlados sabidos e ainda nao controlados e não sabidos. A realidade existe inumeros processos ocorrendo, nós apenas observamos e reconhecemos uma pequena fração dos processos.
Um mesmo processo pode ser observado de diversos pontos diferentes, o objeto observado de diferentes formas e caracteristicas serão sempre recortadas até o momento que desejado. Um objeto pode ser analisado de diversas maneiras dimensionais. Os recortes feitos pelo observador serão sempre aqueles que lhe interessa, assim gerenciará o processo.
A realidade do observador sera apenas a realidade que esta no limite do que ele conhece, passando a ser limitada. O ser humano para ampliar sua realidade utiliza-se de instrumentos, ferramentas, maquinas e uma serie de objetos para conseguir aumentar sua capacidade de observação e assim a sua realidade.

Texto baseado da aula de MPOP - UNICAMP
Prof. Andre Argollo

Método de Pesquisa Orientada a Processos

Materia: Método de Pesquisa Orientada a Processos
Curso: Mestrado Unicamp Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo
Ano: 2010
Professor: André Argollo Ferrão

Turma 9
Eduardo Brandau Quitete
Gustavo Ferrara
Luis Claudio Amoroso
Luis Henrique Parteli Florêncio
Marco Antonio Campinas
Osmar da Silva Laranjeiras
Paulo
Roberto José

Seguidores